O verdadeiro ”Espírito Natalino”

Então é Natal. O segundo Natal após o início da pandemia que virou o mundo de cabeça para baixo. Refleti um pouco sobre a data e de como eu, pessoalmente, mudei de perspectiva ao longo dos anos.

Quando era criança, a data era muito mais sobre os presentes e a família reunida. Sobre a boa comida e as boas risadas. Jesus? Mesmo com as orações, em segundo plano em meu coração. Não que eu não me lembrasse Dele, mas sempre pensava algo do tipo “poxa, legal”, e seguia minhas celebrações.

Ano após ano, a vida foi me transformando. O Natal, bem no fim do ano, passou a ser acompanhado pelas incertezas do ano que viria e pelas preocupações que não desistem de perseguir os pensamentos. O que aconteceu com o espírito natalino? Eu sou a única que não sente o mesmo clima da infância?

Depois de todos esses anos e após dois anos de pandemia, digo que o espírito natalino, em mim, não morreu. Ele se transformou e mudou de foco. Antes meu foco era na celebração em si. Agora, está no motivo da celebração. O motivo? O nascimento de Jesus, claro! Mas o nascimento de Jesus com um significado completamente diferente de antes.

No Natal, celebro o nascimento Daquele que me salvou. Que mesmo que eu não mereça, me salvou. Que, em meio a tanto sofrimento e dor, me oferece descanso e paz. Celebro o nascimento Daquele que acalma tempestades. Neste Natal, não quero os presentes debaixo da árvore. Quero o descanso que posso ter somente por causa do nascimento Dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: